Violeiro mato-grossense traz cultura regional para a música

Com diversas influências musicais, Marcos Assunção já apresentou a sua música no Chile e na Espanha

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  

O programa Revoredo desta semana apresenta o CD Eu, a Viola e Eles de Marcos Assunção, violeiro, instrumentista e compositor mato-grossense. Marcos Assunção nasceu em Campo Grande e aos sete anos começou a tocar na Banda Marcial da escola em que estudava; aos 13 iniciou os estudos de violão e guitarra. Conheceu a viola caipira pelo avô e suas principais influências são as músicas regionais, o choro, o jazz e o erudito.

Em 2008, Assunção gravou seu primeiro disco, intitulado Tô Chegando e recebeu o Prêmio Nacional do Projeto Pixinguinha – Prêmio Produção (Funarte). Em 2011 gravou o seu segundo CD instrumental, Eu, a Viola e Eles, com recursos dos Fundos de Investimentos Culturais (FIC).

As músicas apresentadas foram Nostalgia; Oleiro; Para o Roger; Improviso Pantaneiro; Isabela e Tiago; Sossego do Vovô; Parquinho; A Caipira no Nordeste; Filho do Carpinteiro; Bossa Baker; Manjedoura e Recomeço.

O Revoredo é produzido e apresentado pelo maestro José Gustavo Julião de Camargo, do Departamento de Música da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, com trabalhos técnicos de Luiz Antonio Fontana.

 

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados