O “desenvolvimento insustentável” na Amazônia

Explorada por mais de 500 anos, a Amazônia enfrenta o desafio de conseguir um desenvolvimento sustentável

 20/12/2017 - Publicado há 4 anos  Atualizado: 16/02/2018 as 14:03
Por

O programa Ambiente É o Meio desta semana traz entrevista com o professor Elder Andrade de Paula, do Centro de Filosofia e Ciências Humanas e do Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional da Universidade Federal do Acre.

Elder de Paula explica que, no início do século 21, o termo mais usado era desenvolvimento sustentável, ou seja, a grande alternativa que acabaria com o ciclo de destruição e devastação do meio ambiente.

Ele diz que a realidade não era assim e que os estudos apontaram o desenvolvimento “insustentável”, pois a Amazônia já estava sendo destruída há 500 anos e em um processo muito acelerado.

Segundo o professor, antes da morte de Chico Mendes existia uma grande expectativa em busca da concretização da luta pela terra, por um tipo de reforma agrária justa e iniciativas para compatibilizar a luta pela terra com a luta ambiental; de lá para cá mudou muita coisa, pois ocorreu uma perda de protagonismo ambiental.

Por: Vitória Junqueira


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.