“Manhã com Bach” exibe a Missa em Lá Maior

Programa apresenta a segunda das quatro Missas Breves do compositor alemão

O programa Manhã com Bach, da Rádio USP (93,7 MHz), apresentou, nos dias 12 e 13 de outubro de 2019, a Missa em Lá Maior (BWV 234), a segunda das quatro Missas Breves do compositor alemão. No mesmo programa, foi exibida também a Sonata em Lá Maior para Flauta (BWV 1032).

Manhã com Bach apresenta atualmente uma série especial de quatro programas, que traz as Missas Breves de Bach. A série teve início no dia 5 de outubro de 2019, quando foi exibida a primeira dessas obras, a Missa em Fá Maior (BWV 233). Esse programa está disponível neste link.

Ouça no link acima a íntegra do programa apresentado nos dias 12 e 13 de outubro de 2019.

Obras envoltas em mistério

As Missas Breves de Bach são assim chamadas porque reproduzem somente duas partes – o Kyrie e o Gloria – da tradicional missa católica, formada por pelo menos cinco partes, Kyrie, Gloria, Credo, Sanctus e Agnus Dei, e têm cerca de meia hora de duração apenas, como mencionado no programa passado.

Escritas por Bach a partir de 1735, as quatro Missas Breves estão envolvidas em mistério, como se lê no site da Netherlands Bach Society. Provavelmente elas não foram executadas em Leipzig. Também chamadas de “missas luteranas”, elas estão em latim, o que não é comum em Bach. As outras poucas obras escritas nesse idioma pelo compositor são a monumental Missa em Si Menor (BWV 232) e o Magnificat (BWV 243).

Além disso, essas obras têm origem quase completamente na compilação de material composto originalmente para cantatas. Segundo o texto da Netherlands Bach Society, seria razoável considerar que Bach, ao agir assim, estava criando um “porto seguro” para algumas de suas peças favoritas. Em razão de seu caráter neutro, um missa latina poderia ser usada para mais ocasiões do que apenas em um momento específico do ano eclesiástico, para o que as cantatas em alemão eram destinadas.

Mas permanece a questão sobre por que Bach escolheu o latim. Talvez ele quisesse, com essas missas, estreitar os laços com o rei católico Augusto 3º, que havia assumido o trono de Dresden. A favor dessa hipótese, consta o fato de que em 1733 Bach dedicou as primeiras partes do que depois seria a Missa em Si Menor para o mesmo monarca.

O musicólogo austríaco Karl Geiringer reproduz a tese de que as quatro Missas Breves foram destinadas ao conde Franz Anton von Sporcl, da cidade de Lissa, na Boêmia, um nobre que desejava aproximar as igrejas luteranas e católicas.

 

Como também já mencionado, a maior parte da Missa em Lá Maior (BWV 234) tem origem em cantatas anteriormente compostas por Bach. O coro do Gloria, por exemplo, foi extraído do sexto movimento da cantata Halt im Gedächtnis Jesum Christ, “Tenha Jesus Cristo na mente” (BWV 67) e o coro final reproduz o coro inicial da cantata Erforsche mich, Gott, und erfahre mein Herz, “Sonda-me, Deus, e conhece o meu coração” (BWV 136).

O texto das quatro Missas Breves é o mesmo, já que se trata do texto tradicional do Kyrie e do Gloria da missa católica. Esse texto e sua tradução para o português seguem abaixo.

 

JOHANN SEBASTIAN BACH

Missa in A

 

Kyrie

  1. Chor

Kyrie eleison

Christe eleison

Kyrie eleison.

 

Gloria

  1. Chor

Gloria in excelsis Deo

et in terra pax hominibus

bonae voluntatis.

Laudamus te, benedicimus te,

adoramus te, glorificamus te.

Gratias agimus tibi

propter magnam gloriam tuam.

  1. Aria (B)

Domine Deus, Rex coelestis,

Deus Pater omnipotens,

Domine Fili unigenite

Jesu Christe,

Domine Deus, Agnus Dei,

Filius Patris.

  1. Aria (S)

Qui tollis peccata mundi,

miserere nobis.

Qui tollis peccata mundi,

suscipe deprecationem nostram.

Qui sedes ad dexteram patris,

miserere nobis.

  1. Aria (A)

Quoniam tu solus sanctus,

tu solus Dominus,

tu solus altissimus Jesu Christe.

  1. Chor

Cum Sancto Spiritu

in gloria Dei Patris,

amen.

 

Missa em Lá Maior (BWV 234)

Tradução direta do grego (Kyrie) e do latim (Gloria) por Jonathas Ramos de Castro

 

Kyrie

  1. Coro

Senhor, tem misericórdia.

Cristo, tem misericórdia.

Senhor, tem misericórdia.

 

Gloria

  1. Coro

Glória a Deus nas alturas,

e na terra paz aos homens

de boa vontade.

Louvamos-te, bendizemos-te,

adoramos-te, glorificamos-te.

Graças rendemos a ti

pela tua grande glória.

  1. Ária (Baixo)

Senhor Deus, rei celeste,

Deus Pai omnipotente.

Senhor Filho unigênito,

Jesus Cristo.

Senhor Deus, Cordeiro de Deus,

Filho do Pai.

  1. Ária (Soprano)

Que tiras os pecados do mundo,

tem misericórdia de nós.

Que tiras os pecados do mundo,

recebe a nossa súplica.

Que te assentas à destra do Pai,

tem misericórdia de nós.

  1. Ária (Contralto)

Pois tu somente és santo,

tu somente (és) Senhor,

tu somente (és) altíssimo,

Jesus Cristo.

  1. Coro

Com o Santo Espírito

na glória de Deus Pai.

Amém.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.