“Manhã com Bach” aborda vida e obra do compositor em Mühlhausen

Programa apresenta três músicas compostas na cidade em que Bach viveu entre 1707 e 1708

Depois de trabalhar como organista da Neue Kirche, em Arnstadt, entre 1703 e 1707 – como mostrado no programa Manhã com Bach, da Rádio USP (93,7 MHz), transmitido nos dias 23 e 24 de novembro -, o compositor alemão Johann Sebastian Bach (1685-1750) se transferiu para a cidade de Mühlhausen, onde permaneceu de junho de 1707 a junho de 1708 como organista da Divi Blasii Kirche, a Igreja de São Blásio.

Esse período da vida de Bach foi o tema do programa Manhã com Bach exibido nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro de 2019. O programa deu informações sobre a vida do compositor e apresentou três obras criadas por Bach em Mühlhausen: o Prelúdio e Fuga em Ré Maior (BWV 532), a Passacaglia e Fuga in Dó  Menor (BWV 582) e a cantata Gottes Zeit ist die allerbeste Zeit (BWV 106), também conhecida como Actus Tragicus.

Foi em Mühlhausen que Bach se casou com Maria Barbara, sua prima em segundo grau, que ele conhecera em Arnstadt. Com ela, ficou casado por 12 anos, até a morte dela, em 1720, e teve sete filhos, entre eles dois que se tornariam grandes músicos: Carl Phillipp Emanuel Bach e Wilhelm Friedemann Bach.

Ouça nos links acima a íntegra do programa.

Manhã com Bach é transmitido pela Rádio USP sempre aos sábados, às 9 horas, com reapresentação no domingo, também às 9 horas, inclusive via internet, no endereço www.jornal.usp.br/radio.

As edições anteriores de Manhã com Bach estão disponíveis na página do Jornal da USP.

 

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.