Livro reconstitui a história da música popular no Brasil

Professor da USP José Geraldo Vinci de Moraes fala sobre a obra no programa “De Papo Pro Ar”, da Rádio USP

Ouça no link abaixo o programa De Papo Pro Ar, da Rádio USP (93,7 MHz), transmitido no dia 4 de setembro de 2020, que apresentou entrevista com o professor José Geraldo Vinci de Moraes, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, autor do livro Criar Um Mundo do Nada – A Invenção de Uma Historiografia da Música Popular Brasileira.

Nos anos 60, um grupo de jornalistas, musicólogos e artistas do Rio de Janeiro, inconformado com a falta de informações sobre a música popular brasileira, começou a pesquisar e a escrever sobre o tema. Através da análise de discos antigos, reportagens em jornais, partituras e fotografias, esse grupo – formado por nomes como Ary Vasconcelos, Edigar de Alencar, Mariza Lira, Orestes Barbosa e Lúcio Rangel, entre outros – reconstituiu uma longa e rica história que está ligada à formação da sociedade brasileira.

O trabalho desse grupo pioneiro é o tema do livro Criar Um Mundo do Nada – A Invenção de Uma Historiografia da Música Popular Brasileira, do professor José Geraldo Vinci de Moraes, do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, publicado pela Editora Intermeios. Sobre esse livro, o professor conversou com o radialista Cido Tavares no programa De Papo Pro Ar, da Rádio USP (93,7 MHz), transmitido nesta sexta-feira, dia 4.

Pixinguinha e Almirante: dois mestres da música popular brasileira – Foto: Reprodução/MIS

“Esses autores ampliaram enormemente o universo com que Mário de Andrade se preocupava nos anos 20 e 30”, destacou Vinci no programa, lembrando que o grupo do Rio de Janeiro se dedicou a um aspecto da cultura brasileira que Mário e seus seguidores, mais interessados pelo folclore, investigaram menos – a música popular. “O esforço deles foi ainda maior, porque, enquanto Mário de Andrade tinha uma rede de relações pessoais e institucionais que o ajudavam muito, o tipo de música que queriam registrar era marginalizado e pouco pesquisado por musicólogos e literatos.”

O livro de Vinci é resultado de décadas de pesquisas sobre a música popular brasileira, iniciadas pelo professor nos anos 80. Além de publicar livros e artigos sobre o tema, o professor e seus alunos mantêm o site Entre a Memória e a História da Música, que reúne textos, fotos e áudios relacionados à história da música no Brasil. “A criatividade e a riqueza cultural que a música popular no Brasil desenvolveu são uma das chaves para entender a sociedade brasileira”, disse Vinci.

Ouça no link acima a íntegra do programa.

De Papo Pro Ar é transmitido pela Rádio USP (93,7 MHz) sempre às sextas-feiras, às 18h30, inclusive via internet, através do site da emissora. No mesmo dia ele é publicado no Jornal da USP. O programa é produzido e apresentado pelo radialista Cido Tavares.

As edições anteriores de De Papo Pro Ar estão disponíveis neste link.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.