Tratamento correto de hanseníase evita transmissão

Transmitida pela bactéria “Mycobacterium leprae”, por meio das vias aéreas superiores, a hanseníase tem tratamento e cura

No programa Saúde com Ciência e Jazz desta semana, o tema abordado é hanseníase, com o professor Marco Andrey Cipriani Frade, do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, coordenador do Grupo de Cicatrização da Dermatologia e coordenador do Centro de Referência Nacional em Dermatologia Sanitária-Hanseníase do Hospital das Clínicas em Ribeirão Preto (HC-RP).

O professor explica que a hanseníase é transmitida pela bactéria Mycobacterium leprae, por meio das vias aéreas superiores, ou seja, pelo convívio do dia a dia com indivíduos doentes e sem tratamento. Segundo Frade, todas as pessoas estão expostas à doença, porém, 90% da população têm uma proteção individual contra a bactéria. 

Para o diagnóstico, a consulta clínica é fundamental, pois a doença se caracteriza, principalmente, pela perda da sensibilidade como, por exemplo, ao calor, ao toque e ao frio. Frade explica que a doença tem tratamento e cura e as pessoas que realizam o tratamento corretamente não transmitem a hanseníase. “É muito importante falar, porque existe bastante preconceito em relação a isso”, destaca o professor. E alerta, “a transmissão se torna inviável pelos indivíduos que já iniciaram o tratamento”.   

O programa Saúde com Ciência e Jazz é produzido por Maju Petroni, com apresentação e coordenação do professor Pérsio Roxo Júnior e trabalhos técnicos de Mariovaldo Avelino e Luiz Fontana. Coordenação de Rosemeire Talamone. No ar todas as quartas, das 13h30 às 14 horas. Você pode sintonizar a Rádio USP em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br/home-ribeiraopreto ou pelo aplicativo no celular para Android e iOS.

Ouça no link acima a íntegra do programa Saúde com Ciência e Jazz.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.