Mudanças e dualidades impactaram as composições dos Beatles e dos Rolling Stones

As tensões internas sofridas pelas bandas, ao contrário do que se imagina, foram muito positivas para a consolidação de seus estilos

Nesta edição do programa História do Rock, o professor Mario De Vivo continua a série sobre o rock nos anos 60 e, desta vez, fala sobre como as mudanças internas dos Beatles e dos Rolling Stones impactaram suas composições.

O professor explica que entre os anos de 1965 e 1966, os Rolling Stones estavam bastante divididos entre assumir de fato a posição de banda de rock tradicional ou continuar a seguir o estilo dos Beatles. Entretanto, os Beatles também sofriam uma certa divisão entre John Lennon, que continuava a compor músicas mais conservadoras para a banda, e Paul McCartney, que buscava  cada vez mais por inovação em suas canções.

De Vivo conta que a fragmentação dos estilos de composição impactou positivamente os Beatles e permitiu que o repertório da banda se tornasse cada vez mais original. Já com os Stones, a divisão interna, para qual estilo seguir, fez com que a banda reafirmasse seu estilo e abandonasse de vez as baladas românticas.  

Os ouvintes podem enviar sugestões e comentários para o e-mail: rocknausp@usp.br.

Ouça no player acima a íntegra do programa História do Rock.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.