Programa Casa Verde e Amarela traz poucas novidades

Segundo a colunista, a faixa um da atual versão é apenas a regularização fundiária e melhorias habitacionais

O programa habitacional lançado pelo governo federal, Casa Verde e Amarela, traz poucas novidades, já que é bem semelhante ao antigo Minha Casa Minha Vida. A colunista Raquel Rolnik lembra que a faixa um do antigo programa atendia às famílias com renda de R$ 1.800 mensais, com subsídio integral e recursos do governo. Programas de regularização fundiária têm sido lançados desde 1990, por municípios, por Estados e, desde 2004, pelo governo federal, o “Programa Papel Passado”. Esse programa separa a regularização da terra das demais condições de infraestrutura (água, luz, ambiental, esgoto, entre outros). Ou seja, difícil fluir um programa que não une os dois temas.


Cidade para Todos
A coluna Cidade para Todos, com a professora Raquel Rolnik, vai ao ar toda quinta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.