Prisão de Fabrício Queiroz enfraquece ainda mais a Presidência da República

André Singer afirma que é preciso aguardar a reação desses fatos junto ao eleitorado, ao Congresso e às Forças Armadas e confirmar se o enfraquecimento será sustentado ou revertido

Na coluna Poder e Contrapoder desta semana, o professor André Singer analisa a repercussão política da prisão do ex-PM Fabrício Queiroz. “É um acontecimento pertinente, já que Queiroz também fora assessor do senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República, quando ainda era deputado estadual do Rio de Janeiro”, explica Singer. Para entender o significado disso, segundo ele, deve-se retomar algumas questões. 

Desde o começo da pandemia, há uma grande tensão política no País, devido a várias ações que Singer chama de “processo de aceleração autoritária”, como a tomada de posição radical contra as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e as tensões com o ex-ministro Sérgio Moro, que saiu do governo com acusações de atentado contra o Estado de Direito por parte do presidente. “Essas acusações estão sendo investigadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o que é muito tensionante”, aponta o colunista.  “A prisão do Queiroz entra nesse contexto e só enfraquece ainda mais o presidente. Não digo se é definitivo, mas ter encontrado o ex-PM na residência de um advogado tão próximo do presidente o enfraquece.”

Sobre os desdobramentos, Singer diz que é preciso aguardar as pesquisas de opinião pública, a fim de verificar as repercussões junto ao eleitorado, e também aguardar as repercussões junto ao Congresso e às Forças Armadas, setores importantes, hoje, na manutenção do governo. “Devemos registrar essa situação e aguardar para ver se esse enfraquecimento se sustenta ou se será revertido”, completa. 

Ouça a íntegra da coluna no player.


Poder e Contrapoder
AA coluna Poder e Contrapoder, com o professor André Singer, vai ao ar toda quinta-feira às 9h, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.