Polarização ideológica não interessa a ninguém e muito menos à imprensa

Lins da Silva comenta aqui resultado de uma pesquisa segundo a qual nenhum veículo de imprensa tem a confiança plena e total da população americana

 10/02/2020 - Publicado há 2 anos

Pesquisa recente indica que nenhuma fonte de notícias tem a confiança da maioria dos norte-americanos. Republicanos e democratas dividem percepções diferentes em relação aos veículos de mídia tradicionais. Para o professor Carlos Eduardo Lins da Silva, a pesquisa, feita por uma entidade respeitável, mostra a que ponto se chegou, nos EUA, a polarização ideológica. “De uma maneira geral, isso demonstra que os Estados Unidos estão se tornando um país realmente de duas alas, e uma não entende a outra.”

Ainda de acordo com o colunista, tal divisão é muito grave para aquele país, como acabou de acontecer no processo de impeachment do presidente Donald Trump e “como vai se ver com mais força ainda nas eleições”. Os jornalistas, por seu lado, não têm reagido da maneira que deveriam aos ataques que partem do governo Trump e dos republicanos, como demonstra um episódio recente, no qual a rede CNN não foi convidada para um almoço oferecido pelo presidente americano a diversos veículos da imprensa. Já a imprensa inglesa, num caso similar, reagiu a contento.

Lins da Silva adverte para a necessidade de se estar atento para que essas opiniões divergentes em relação à imprensa não ocorram no Brasil, onde já está começando a haver uma divisão entre os leitores de alguns veículos. “A lição dos Estados Unidos é uma lição que deve ser estudada com calma, porque os efeitos para a sociedade de uma nação tão dividida e polarizada como está a nação americana são muito negativos”, conclui o colunista.

Acompanhe a íntegra da coluna pelo link acima.


Horizontes do Jornalismo
A coluna Horizontes do Jornalismo, com o professor Carlos Eduardo Lins da Silva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.