Pesquisa americana avalia a capacidade de algoritmo prever doenças em jovens

Na primeira fase do estudo, os cientistas compararam dados genéticos e anotações médicas registradas de 702 pacientes esquizofrênicos

 Publicado: 07/10/2021
Por

Pesquisa recente, publicada na revista Nature Medicine, comparou a capacidade de predição dos riscos poligênicos baseados em dados genéticos e prontuários de 98 mil pacientes com esquizofrenia, doença mental que afeta 20 milhões de pessoas em todo o mundo.

Riscos poligênicos são calculados por algoritmos criados com base na comparação de grupos de pacientes que desenvolveram uma determinada doença (como pressão alta, por exemplo) com controles que não desenvolveram essa condição. E, a partir desses dados, avalia-se o risco de um jovem desenvolver a hipertensão.

Na primeira fase do estudo, liderado por Alexandre Charney, da Icahan Escola de Medicina de Monte Sinai (Estados Unidos), os cientistas compararam dados genéticos e anotações médicas registradas de 702 pacientes esquizofrênicos. A partir daí, eles verificaram se os riscos poligênicos permitiram prever a evolução clínica do paciente.

Em seguida, dados de mais de 7 mil pacientes armazenados no banco de dados Genomic Phsychiatric Cohort foram comparados aos resultados do estudo de Charney.

Os resultados desse estudo são detalhados por Mayana Zatz, diretora do Centro de Estudos sobre o Genoma Humano e Células-Tronco (CEGH-CEL) da USP.


Decodificando o DNA
A coluna Decodificando o DNA, com a professora Mayana Zatz, vai ao ar quinzenalmente toda quarta-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.