Para Renato Janine, projeto de educação domiciliar é um grande retrocesso

Colunista comenta o Projeto de Lei que autoriza a educação domiciliar, conhecida como “homescholling”, que foi recentemente aprovado pela Câmara dos Deputados

 24/05/2022 - Publicado há 1 mês
Por

Para o professor Renato Janine Ribeiro, o projeto de educação domiciliar, conhecido como homeschooling, é um grande retrocesso. Um Projeto de Lei sobre o tema foi aprovado pela Câmara dos Deputados na semana passada. Segundo o colunista, o papel da escola não é encher a cabeça dos alunos com conteúdos ou fazê-los decorar uma infinidade de coisas e fatos. O objetivo principal é a socialização, fazê-la aprender sobre um mundo diferente daquele em que ela veio.

Conforme vai crescendo, a criança é surpreendida pelo fato de que as outras pessoas são diferentes daquelas da nossa família. “E a escola ainda é a melhor forma de fazer a pessoa sair de casa e abrir-se para o mundo”, diz o colunista, “apesar de todos os defeitos e insuficiências que a escola tem”, completa.

Janine explica ainda que a palavra educar vem do latim educare e significa “conduzir de dentro para fora”. O dentro é o mundo particular em que cada um nasceu. O fora é o resto do mundo. “Então educar é abrir para o mundo. Você consegue abrir para o mundo sem sair de casa? É muito difícil, é preciso conhecer outras coisas. E é por isso que tantas coisas fazem parte da educação, porque ela não é só estar em sala de aula”, diz, lembrando ainda do papel fundamental da família na formação da autoconfiança das pessoas e também dos limites éticos que devem ser respeitados.


Ética e Política
A coluna Ética e Política, com o professor Renato Janine Ribeiro, vai ao ar toda quarta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.