Pandemia exige readequações no exercício do jornalismo

Isolamento e home office podem afetar qualidade e conteúdo da produção jornalística

A pandemia de coronavírus impactou as mais diversas profissões, inclusive o jornalismo. A diminuição da ocupação física das redações tem alterado as relações de trabalho da profissão e, segundo o professor Carlos Eduardo Lins da Silva, isso pode alterar a qualidade e o conteúdo do produto final. Segundo ele, ainda não se sabe se essas alterações permanecerão após esse período excepcional, “mas estamos vendo uma verdadeira revolução na maneira de se fazer jornalismo”.

Essa revolução se deve ao fato de uma maior individualização da produção de uma pauta. “O jornalismo sempre foi uma atividade coletiva, a troca de ideias sempre foi muito importante para o enriquecimento do material jornalístico. Com os profissionais em casa, sem contato constante uns com os outros, isso pode representar uma perda”, conta o colunista da Rádio USP.

Outro possível impacto pode acontecer por conta da necessidade de jornalistas não especializados em ciência terem que fazer a cobertura desse tipo de editoria. “O jornalista que antes cobria esporte ou política, agora está cobrindo o coronavírus. Mas o jornalismo científico é uma especialidade muito própria. Um conselho para esses profissionais, dado por um dos principais jornalistas de ciência americano, é utilizar o próprio método científico, confrontando informações de várias fontes diferentes que estudem o mesmo assunto.”

Ouça a coluna Horizontes do Jornalismo na íntegra no player acima.


Horizontes do Jornalismo
A coluna Horizontes do Jornalismo, com o professor Carlos Eduardo Lins da Silva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.