Pandemia agrava crise federativa

Após quase dois anos de pandemia, as relações entre os governos federal e estaduais foram levadas a um estresse inédito, diz colunista

 30/08/2021 - Publicado há 3 meses
Por

De um lado, houve uma relativa autonomia de governos estaduais obtida com o apoio do Supremo Tribunal Federal. Isso evitou o pior, mas o governo federal impediu que o combate à pandemia atingisse a coordenação necessária para evitar muitas mortes, especialmente em regiões e territórios remotos ou vulneráveis.

Para o economista José Roberto Afonso, especialista em Federalismo e questões fiscais, pandemia e Federação tornaram-se realidades em choque. Gilson Schwartz aponta para os riscos à democracia decorrentes da crise federativa.  


Iconomia 
A coluna Iconomia, com o professor Gilson Schwartz, vai ao ar toda segunda-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.