Paisagens naturais podem estimular os sentidos

Presença de elementos naturais, como os jardins, traz equilíbrio cognitivo, entre outros efeitos positivos

 04/08/2021 - Publicado há 4 meses

Nesta edição da coluna Fique de Olho, o professor Eduardo Rocha fala sobre o efeito curativo das paisagens naturais como montanhas, jardins e praias para o tratamento de doenças crônicas da oncologia, psiquiatria, entre outras áreas.

De acordo com a ciência, informa Rocha, seja nas áreas clínicas da medicina ou no urbanismo e na psicologia, “há uma preocupação com o ambiente em que se dá a atividade terapêutica”, pois, como indicam alguns estudos, um “ambiente amigável, com estímulos agradáveis” pode ser benéfico.

Nesse sentido, o professor indica que no planejamento de espaços médicos públicos e privados seja considerado, além dos fatores de acessibilidade e segurança, “características que estimulem os sentidos”, como o “contato com a natureza através da visão, do olfato e da audição”. Como efeito, afirma Rocha, tem-se o equilíbrio cognitivo, diminuição da ansiedade, modulação do metabolismo e da imunidade.


Fique de Olho
A coluna Fique de Olho, com o professor Eduardo Rocha, vai ao ar toda quarta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.