Os tatuáveis estão chegando

O tema de Radfahrer é a tatuagem eletrônica e seu implante na pele do indivíduo

Pergunta: o que é um dispositivo tatuável? Resposta: é uma tatuagem eletrônica. A ideia é fazer uso de tinta eletrônica e introduzir um chip na pele. Em sua última coluna do ano, Luli Radfahrer fala sobre a miniaturização tecnológica, que permite ao indivíduo usar a mesma técnica da tatuagem para fazer pequenos implantes eletrônicos que não interferem no funcionamento do corpo. Ou seja, é uma intervenção, que não é cirúrgica, e que deixa o indivíduo, por exemplo, com um GPS na pele.

Radfahrer ressalta essa capacidade do dispositivo, a de ser um processo que está diretamente ligado a uma intervenção cutânea, o que significa não representar riscos para a saúde do indivíduo. Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna Datacracia.


Datacracia
A coluna Datacracia, com o professor Luli Radfahrer, vai ao ar toda sexta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.