Orçamento federal para 2021 corta recursos da ciência

O embaixador Rubens Barbosa comenta a proposta orçamentária que, em sua opinião, representa um desmonte da pasta de tecnologia no País

Na coluna de hoje (8), Rubens Barbosa comenta o orçamento de 2021 do governo federal, o qual apresentou cortes significativos nas áreas de ciência e tecnologia. O embaixador acredita que a pandemia pode ter dificultado a elaboração da proposta orçamentária, mas que houve distorções preocupantes: “Estamos na era do conhecimento, em que a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico são muito importantes. Porém, nesse projeto, o Ministério da Ciência e Tecnologia sofreu uma queda de quase 32% do orçamento previsto para o ano de 2020.”

Tendo em vista essa limitação, especialistas apontam o desmonte do setor no País e suas consequências. “As restrições a esse Ministério serão ainda maiores devido à reserva de contingência no atual exercício até setembro. Só foram pagos 37% do previsto para as ações do governo. É um dos menores orçamentos destinados à pasta nesta década”, indica Barbosa. Ele ainda ressalta que a maior parte do contingenciamento incide sobre o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e que também se espera uma queda nos recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Saiba mais ouvindo a coluna Diplomacia e Interesse Nacional na íntegra.


Diplomacia e Interesse Nacional
A coluna Diplomacia e Interesse Nacional, com o professor Rubens Barbosa, vai ao ar toda terça-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.