Operação Lava Jato fez a sociedade perceber o grau de corrupção no País

Operações como a Lava Jato são fundamentais no processo de crescimento, desenvolvimento e justiça social do País, de acordo com Luciano Nakabashi

Na coluna Reflexão Econômica desta semana, o professor Luciano Nakabashi fala sobre a importância das investigações da Operação Lava Jato do ponto de vista econômico. Para o professor, as investigações foram um marco na fiscalização e condenação de atos de corrupção no Brasil. Nunca uma operação levou tantas pessoas, empresas e políticos economicamente poderosos para julgamento e prisão. “Pela Lava Jato percebemos o grau de corrupção no País, que envolve diversos políticos e empresas que prestam serviços para o setor público e, ainda, os lobbies de empresas para obter favores do governo.”

Nakabashi lembra que a proximidade dessas pessoas e empresas com o governo acaba sendo muito negativa para a economia do País, pois premia por essa proximidade com políticos e não por eficiência e produtividade das empresas. A corrupção, diz o professor, corrói as instituições democráticas que promovem a eficiência, a igualdade e a justiça social no País. “Quanto menos meritocrático é um sistema, menos as pessoas se esforçam  para obter retorno, seja investindo em empresas, no comércio ou em si mesmo. A corrupção, de forma geral,  é muito nociva para o crescimento e o desenvolvimento econômico e para a justiça social.”

Sobre o motivo para o fim da Operação Lava Jato, o professor diz que, na visão econômica, isso aconteceu porque a sociedade, de forma geral, é formada por grupos de interesse e, numa sociedade desigual, com instituições relativamente fracas como no Brasil, a concentração de poder econômico e político acaba ficando nas mãos de um pequeno e desproporcional grupo de pessoas. E a Operação Lava Jato, que, num primeiro momento, afetou o PT como partido político e os ex-presidentes Lula e Dilma, como era de se esperar, começou a atingir outros partidos também, envolvendo pessoas de muita influência, a força desses grupos ficou muito maior que a própria força da Lava Jato com seu apoio popular.

Nakabashi lembra que a própria eleição do atual presidente foi muito baseada nas ações da Lava Jato, uma tentativa de mudança refletida no descontentamento da população com a política como vinha sendo feita. Mas essa tentativa aconteceu por meio de um político de carreira, que acabou fornecendo muitos elementos para o enfraquecimento e esse final melancólico da Operação Lava Jato. “Espero que, como população, tenhamos forças e ânimo para apoiar e estimular essas operações, que são fundamentais no processo de crescimento e desenvolvimento e justiça social.”


Reflexão Econômica
A coluna Reflexão Econômica, com o professor Luciano Nakabashi, vai ao ar toda quarta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.