“O racismo, assim como o ódio, faz parte de uma construção econômica e política”

Segundo Gilson Schwartz, essa construção remete a um mecanismo estrutural de vingança da elite contra o progresso e a inclusão que o capitalismo promove

“Racismo estrutural” é uma expressão que veio para o primeiro plano desde o assassinato de George Floyd por policiais em ronda. Para o pesquisador Max Haiven, titular da Cátedra Canadense para Cultura, Mídia e Justiça Social na Universidade de Lakehead, no noroeste de Ontário, é fundamental retomar as pesquisas e renovar a compreensão das raízes do ódio no capitalismo, que ele associa a um espírito de “vingança”.

“O racismo, assim como o ódio, faz parte de uma construção material, econômica e política que remete a um mecanismo estrutural de vingança da elite contra o progresso e a inclusão que o próprio capitalismo promove, mas apenas até certo ponto”, diz o professor Gilson Schwartz.

Para conhecer a obra do professor Max Haiven basta acessar o site http://www.plutobooks.com/9780745340562/revenge-capitalism/

Saiba mais no http://sites.usp.br/Iconomia

 


Iconomia 
A coluna Iconomia, com o professor Gilson Schwartz, vai ao ar toda segunda-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

 

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.