O que a vitória de Joe Biden representa para a ciência do esporte?

Com o novo presidente, Paulo Santiago acredita em perspectivas de maior abertura a pesquisadores estrangeiros e permanência dos que já trabalham nos EUA

 13/11/2020 - Publicado há 1 ano

Continuando a falar sobre a liderança norte-americana na produção científica e os impactos da sucessão presidencial naquele país, o professor Paulo Roberto Santiago deixa clara, nesta edição da coluna Ciência e Esporte, sua expectativa de que o “aparentemente moderado” Joe Biden (presidente eleito) possa garantir a “importação de mentes” feita pelos Estados Unidos.

Santiago destaca a influência política sobre os esportes e a ciência do esporte, por conseguinte. Argumenta ser esse um fato natural, dada a característica do esporte em “unir povos e fazer integração, mas que também pode ser usado para fazer política”. Assim, no período de Donald Trump como presidente dos EUA, relata o professor, muitos pesquisadores deixaram o país para continuar seus projetos em outra parte do mundo, enquanto outros decidiram não ir até lá.

Com a mudança dos ventos políticos, tocada pelo novo presidente, Santiago acredita que os EUA voltem a ser chamariz para os pesquisadores em geral e, em especial, os da ciência do esporte. O professor cita, como exemplo, Vladimir Zatsiorsky, que, nascido na antiga União Soviética, mudou-se para os Estados Unidos na década de 1990 e se tornou diretor dos laboratórios de biomecânica da Universidade da Pensilvânia.

Os ouvintes podem participar da coluna Ciência e Esporte, sugerindo temas ou enviando questões para as próximas edições pelo e-mail ou através de comentários no canal da coluna no YouTube. A única restrição é que sejam temas relacionados à ciência e esporte. A reportagem com o professor pode ser lida aqui.


Ciência e Esporte
A coluna Ciência e Esporte, com o professor Paulo Santiago, vai ao ar toda sexta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.