O Plano Diretor e as discussões em torno de moradias populares

A colunista destaca que foram propostos adensamentos construtivos ao longo das linhas do Metrô e corredores de ônibus em bairros nobres, porém, a oferta de moradia ao lado desses modais só surtiu resultado positivo justamente na zona leste

 Publicado: 14/10/2021
Por

A Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), o Instituto de Arquitetos do Brasil – São Paulo (IAB-SP), o Centro de Estudos da Metrópole (CEM-USP/Cebrap), a Escola da Metrópole do Instituto de Estudos Avançados (IEA-USP) e a Comissão de Direito Urbanístico da Ordem dos Advogados do Brasil – São Paulo (OAB-SP) promoveram o Fórum São Paulo 21, um seminário de avaliação do Sistema Municipal de Planejamento de São Paulo, com foco no Plano Diretor e na Política Urbana do município, seus instrumentos, planos, programas e ações complementares, assim como seus impactos e repercussões vivenciadas na cidade no século 21.

O encontro apresentou 167 trabalhos que foram analisados, em uma verdadeira maratona, por 70 membros da comissão científica. Foram 29 sessões e um dos temas mais polêmicos em debate foi a questão da verticalização de vários bairros, como Pinheiros e Vila Mariana. Foram propostos maiores adensamentos construtivos ao longo das linhas do Metrô e corredores de ônibus.


Cidade para Todos
A coluna Cidade para Todos, com a professora Raquel Rolnik, vai ao ar toda quinta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.