“O Dia em que a Terra Parou”

Em seu comentário, Wisnik cita – e toca – a canção de Raul Sexas para ilustrar o atual momento por que passa o planeta diante da ameaça do coronavírus

Nesta sua coluna, o professor Guilherme Wisnik aborda a questão dos impactos da quarentena imposta pelo coronavírus e a reclusão das pessoas no planeta inteiro, “numa espécie de comunhão de unidade que está acontecendo, de maneira forçada, mas com consequências que não deixam de ser interessantes para se pensar em movimentos de solidariedade em escala global, coisa que não aconteceria se dependesse apenas da boa vontade, da manifestação dos ecologistas”.

Para ilustrar esse momento que considera significativo, Wisnik evoca a canção  O Dia em que a Terra Parou, de Raul Seixas. Em certo trecho da canção, Seixas diz que “o professor não vai sair pra dar aula, porque ele não tem mais nada pra ensinar”, como se fosse um momento que põe abaixo todas as certezas e os conhecimentos. “E o que eu acho aqui, agora, é  o contrário, o professor é quem tem muito para ensinar, assim como o médico tem para curar.” Segundo o colunista, neste momento de obscurantismo, a ciência e o conhecimento são os grandes valores a nos ajudar.

Acompanhe pelo link acima, na íntegra, a coluna Espaço em Obra.


Espaço em Obra
A coluna Espaço em Obra, com o professor Guilherme Wisnik, vai ao ar toda quinta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.