Nobel de Medicina de 2021 abre novas perspectivas para problemas oculares

Pesquisa identificou receptores de sensibilidade e dor no corpo humano

 Publicado: 13/10/2021

Nesta edição da coluna Fique de Olho, o professor Eduardo Rocha fala sobre o Nobel de Medicina de 2021, que premiou os autores David Julius e Ardem Patapoutian por identificarem receptores de sensibilidade e dor no corpo humano.

Segundo Rocha, tal feito permitiu a compreensão dos “mecanismos bioquímicos de um processo ao qual estamos afeitos praticamente desde o nascimento, e em diferentes espécies”, e ainda motivou outros pesquisadores a relacionarem os resultados do estudo aos olhos, bem como a doenças crônicas. 

Para o professor, a descoberta dos receptores abre “imensa perspectiva de compreensão e tratamento de problemas de sensibilidade ocular, de impedimento no avanço do glaucoma e possibilidades de tratamentos mais efetivos”.


Fique de Olho
A coluna Fique de Olho, com o professor Eduardo Rocha, vai ao ar toda quarta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.