Navios do futuro se beneficiarão de tecnologias cada vez mais sofisticadas

Segundo Radfahrer, os navios sofrerão uma enorme mudança nos próximos anos, com grande impacto para todos nós

A partir do momento em que se fala em carros autodirigíveis, navios inteligentes deixam de fazer parte de histórias de ficção científica para se tornarem parte integrante da realidade que nos cerca. O fato é que os navios de hoje se beneficiam de uma tecnologia cada vez mais sofisticada, e é esse o tema da coluna desta semana do professor Luli Radfahrer. Ele fala sobre navios que já dispõem de sonar para impedir colisões com icebergs ou de meios que propiciam melhor utilização de energia. Um navio desses usa melhor as correntes marítimas e pode mesmo evitar maiores danos para o ecossistema.

A tecnologia sempre pode melhorar o desempenho dessas embarcações, minimizando suas deficiências. Não será surpresa, portanto, se, no futuro, ajudem a preservar a vida marinha e até mesmo coletem o lixo dos oceanos. Já se fala até em navios que poderão fertilizar parte do oceano, principalmente quando se especula sobre fazendas submarinas.

“Eu acredito que o navio, nos próximos anos, vai sofrer uma enorme mudança, e vai ser uma mudança com enorme impacto para todos nós”, vaticina Radfahrer.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna.


Datacracia
A coluna Datacracia, com o professor Luli Radfahrer, vai ao ar toda sexta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.