Músico pesquisa o “samba sem poluição” do Partido em 5

Em entrevista a “Os Novos Cientistas”, o músico e pesquisador Igor De Bruyn Ferraz explicou detalhes de seu estudo sobre os discos Partido em 5, volumes I e II

  • 6
  •  
  •  
  •  
  •  

jorusp

Na década de 1970, um grupo de sambistas do Rio de Janeiro se reuniu para gravar uma série de long plays (LPs) denominada Partido em 5. Os compositores Antonio Candeia Filho, o Candeia, Otto Enrique Trepte, o Casquinha, e Wilson Moreira, entre outros, causaram impacto entre artistas e, principalmente, sambistas da época.

Os volumes I e II da série Partido em 5 (1975 e 1976) foram objetos de análise do músico e pesquisador Igor De Bruyn Ferraz em sua pesquisa de mestrado “Um samba sem poluição”: o partido-alto de Candeia em Partido em 5 Vols. I e II, apresentada na Escola de Comunicações e Artes (ECA) das USP. “Aquele trabalho foi contestador no sentido de combater a mercantilização do samba. Todos os compositores eram ligados às escolas de samba do Rio de Janeiro. Eles alimentaram a divulgação do próprio samba, mas eram relegados ao ‘pano de fundo’ dos sambistas”, descreve o pesquisador.

A pesquisa mostra que os discos foram gravados na tentativa de captar o ambiente informal de uma roda de samba, desde as composições até as conversas entre eles. A ideia então foi compreender como aqueles sambas e aquelas conversas apontam para um sentido de contestação político-cultural sobre interpretações modernistas e nacionalistas do gênero, em detrimento das raízes negras e populares.

O podcast Os Novos Cientistas vai ao ar toda quinta-feira, às 8 horas, dentro do Jornal da USP no Ar, que é apresentado diariamente pela jornalista Roxane Ré, das 7h30 às 9h30, na Rádio USP FM (93,7 MHz).

Ouça a íntegra do podcast.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 6
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados