Marisa Midori fala sobre o comportamento do leitor brasileiro

Na retrospectiva deste ano, a professora Marisa Midori comenta em sua coluna Bibliomania as principais notícias que movimentaram o mundo do livro. Uma delas é a publicação da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, que está em sua quinta edição e foi destaque no mês passado. Segundo a professora, desde 2007 o Instituto Pró-Livro apresenta o maior e o mais completo estudo sobre o comportamento do leitor brasileiro, com a finalidade de avaliar e de orientar ações e políticas públicas voltadas para a promoção do leitor. “Nesta edição, a pesquisa foi aplicada pelo Ibope Inteligência e contou com o apoio do Itaú Cultural”, completa.

Mas não adianta apenas apresentar diagnósticos. Como afirma Marisa, é preciso que o Estado brasileiro adote medidas de longo prazo, capazes de superar e de transpor as diferentes gestões, as filiações partidárias e as ideologias, para que o Brasil seja um país de leitores. Assunto da coluna da próxima semana, como avisa a professora.

“É claro que esta ideia que eu apresento aqui não passa de uma utopia. E eu digo isto porque o problema da formação dos leitores perpassa as políticas públicas destinadas ao setor. Os projetos já conhecidos – e quase sempre abortados após um primeiro período de implementação e, às vezes, de consolidação –, que buscam enriquecer bibliotecas e jovens estudantes com um repertório bibliográfico mínimo, são fundamentais. Porém, a experiência recente demonstra que é preciso mais”, avalia. E aponta um caminho: “É preciso manter as condições previstas na Constituição para que a cadeia produtiva do livro funcione plenamente. E, nesse sentido, a defesa do livro imune é uma das bandeiras que a sociedade deve manter em 2021”.


Bibliomania
A coluna Bibliomania, com a professora Marisa Midori, vai ao ar toda sexta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.