Marisa Midori fala sobre a estranha biblioteca de originais recusados

A professora Marisa Midori retoma o thriller literário, dirigido por Rémi Bezançon, para indicar uma biblioteca incomum localizada nos Estados Unidos

Na coluna Bibliomania desta semana, a professora Marisa Midori retoma o filme de Rémi Bezançon, O Mistério de Henri Pick, lançado em 2019, para falar sobre uma estranha biblioteca de originais recusados.

Segundo a professora, o filme foi inspirado no romance de David Foenkinos, Le Mystère Henri Pick, e a biblioteca dos manuscritos recusados tem um lugar central logo no início do livro. Desde que foi criada, fez da cidade de Crozon um verdadeiro local de peregrinação, pois os autores deveriam depositar pessoalmente seus originais. Inclusive, cabia aos autores escolher o lugar em que o volume deveria ser guardado. Romance este que, segundo Marisa Midori, também foi inspirado no livro do escritor norte-americano Richard Brautigan, O Aborto (1971).

“A biblioteca imaginada por Brautigan, por seu turno, viria a inspirar um outro leitor. E, aqui, temos uma nova chave para a leitura do romance e filme franceses. Isso porque, após a morte de Brautigan, que cometeu suicídio em 1984, um de seus leitores criou, em sua homenagem, uma biblioteca de manuscritos recusados”, conta Marisa. The Brautigan Library foi fundada em Burlington, Vermont, em 1990, por Todd Lockwood; em 2010, foi transferida para Vancouver; atualmente se localiza na cidade de Vancouver, no Estado de Washington, nos Estados Unidos. O bibliotecário e estudioso de Brautigan, John Barber, está expandindo a coleção sob forma digital. Para conhecê-la é só acessar este link.


Bibliomania
A coluna Bibliomania, com a professora Marisa Midori, vai ao ar toda sexta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.