Luli Radfahrer fala sobre comportamento digital e ações de marketing

Para o colunista, a comunicação personalizada só quer vender coisas para os consumidores e, por mais que você a ignore, esse tipo de comunicação vai explorar o lado fraco de cada um

 06/08/2021 - Publicado há 4 meses

Nesta edição o professor Luli Radfahrer fala sobre a análise de comportamento digital, uma forma mais direcionada de marketing. “Na hora em que você tem mais gente consumindo e produzindo mídia social o tempo todo e, ao mesmo tempo, há avanços em tecnologia de big data e de Inteligência Artificial, consegue-se cada vez mais identificar, prever e até determinar certos comportamentos, portanto, direcionar certas mensagens para estimular o sujeito a ter um certo comportamento ou outro”, analisa.

De acordo com o professor a análise de comportamento digital é uma evolução do marketing, pois passamos a ter mensagens mais diretas, direcionadas e apropriadas que facilitam a vida do consumidor, uma vez que só anuncia o que é relevante. No entanto, segundo Radfahrer, do ponto de vista do consumidor esse comportamento da mídia não é bom porque o consumo explora a fragilidade do consumidor. “A única forma de evitar abusos das empresas é com legislação bem-feita, pois ajuda a proteger os mais vulneráveis que podem nem ter consciência de que estão sendo manipulados.”


Datacracia
A coluna Datacracia, com o professor Luli Radfahrer, vai ao ar toda sexta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.