Livro de Rubens Ricupero é mais uma contribuição da USP no Bicentenário da Independência

Em sua coluna desta semana, Pedro Dallari destaca novo livro do diplomata e as iniciativas da Universidade para a reflexão sobre o País

 Publicado: 21/09/2022
Por

A Universidade de São Paulo tem contribuído com diversas iniciativas para as comemorações do Bicentenário da Independência do Brasil. São eventos acadêmicos, publicações, cursos e outras atividades tradicionais de uma instituição de ensino e pesquisa que tem sido orientada para promover o resgate histórico e a reflexão sobre a trajetória do Estado brasileiro, e de sua sociedade, ao longo dos últimos 200 anos. É sobre essas e outras iniciativas sobre o Bicentenário que o professor Pedro Dallari fala em sua coluna desta semana. “Essa participação da USP, que se soma àquela advinda de outras instituições brasileiras, se torna ainda mais relevante pelo fato de o governo federal, a quem deveria caber o principal papel na mobilização de nossa sociedade em torno dessa celebração, ter estado omisso nesse momento histórico. Com exceção do espetáculo mórbido e questionável da vinda de Portugal do coração do imperador Pedro I, e de sua circulação pelo Brasil, nada se sabe de iniciativas oficiais voltadas a congregar a população”, inicia o colunista. “Na USP, deve-se mencionar, entre as diversas ações, a reinauguração do Museu do Ipiranga. Totalmente revigorado, o museu foi reaberto ao público no dia 7 de setembro. E, na semana anterior à do 7 de setembro, a Universidade abrigou evento internacional de grande porte – o projeto USP Pensa Brasil –, no qual estudiosos de diferentes áreas do conhecimento expuseram e analisaram a situação da sociedade brasileira ao longo da história, até a atualidade, pensando justamente no delineamento do futuro”, contextualiza Dallari.

E nesta semana, continua ele, somou-se mais uma iniciativa muito relevante: o lançamento de livro de grande importância da Cátedra José Bonifácio da USP – organizado pelo diplomata Rubens Ricupero –, dedicado a um balanço e à identificação dos desafios para o Brasil no contexto do Bicentenário de sua Independência. ”Nesse marco histórico, não poderia ser outro o tema de pesquisa da Cátedra José Bonifácio, justamente o patriarca da Independência do Brasil. Elaborado sob a coordenação de seu catedrático – o destacado diplomata, homem público e intelectual brasileiro Rubens Ricupero –, o livro se constitui em uma coletânea de artigos que refletem o resultado das atividades de pesquisa realizadas por especialistas e alunos de pós-graduação da USP em 2021 e 2022”, afirma o professor. “Emerge, ao longo de todo o livro, a preocupação de Ricupero de que, neste momento da história brasileira, o exercício da reflexão deve buscar ‘viver’ o Bicentenário, e não apenas ‘lembrar’, ‘recordar’”, atesta o colunista. “Evitando a simples memória de acontecimentos passados e acabados, o livro busca, como esclarece Ricupero, ‘evocar um processo vivo em pleno andamento, inacabado, que necessita de nossa ação para que se tente imprimir-lhe um sentido de criação do futuro’”, conclui Dallari.

Leia o livro de Rubens Ricupero  aqui.


Globalização e Cidadania
A coluna Globalização e Cidadania, com o professor Pedro Dallari, vai ao ar toda quarta-feiraa às 8h, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.