Jorge Carrión em defesa das livrarias físicas

A professora Marisa Midori continua falando sobre o livro “Contra a Amazon”, de Jorge Carrión

Na coluna Bibliomania desta semana, a professora Marisa Midori segue falando sobre o livro de Jorge Carrión, Contra a Amazon (Editora Elefante). Como ela conta, depois de apresentar o livro na semana passada: “Recebi algumas manifestações muito curiosas acerca da relação entre as livrarias físicas e o progresso que representa a Amazon, entre outros sites de venda virtual de livros”. A professora ainda destaca o Estante Virtual, “que foi um verdadeiro marco na vida de todos nós, compradores de livros, logo que o site surgiu”.

Marisa diz que o autor, ao defender as livrarias físicas, não está simplesmente negando o progresso tecnológico em nome de um saudosismo vazio. “Talvez o autor queira nos chamar a atenção para um aspecto importante e que o mergulho das pessoas nas novas tecnologias parece esquecer – há espaço para todas as manifestações e formas de vida. Tradição e inovação são faces de um mesmo díptico e todos ganham com a diversidade”, afirma a professora.

Marisa ainda comenta um trecho do livro em que Carrión visita Seul e descreve as livrarias que visitou nessa metrópole, “poluída e barulhenta, de uma potência tecnológica – 90% da população está conectada e a cidade não dorme com seus grandes painéis eletrônicos”. Uma cidade desumanizada, mas na qual as livrarias sobrevivem. “E a literatura projeta a imagem da Coreia para o mundo (…). As livrarias se convertem, sob o olhar de Carrión, nesse sopro de humanidade que ainda nos resta…”


Bibliomania
A coluna Bibliomania, com a professora Marisa Midori, vai ao ar toda sexta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.