Internet das coisas pode gerar passaportes sanitários

A tecnologia de blockchain afetará o mundo pós-pandemia

Discute-se a velocidade e a intensidade da recuperação econômica após a pandemia.
Como a internet, afinal, terá alterado radicalmente os comportamentos de consumidores e as expectativas de investidores e empresários? Quantos estão dispostos a correr o risco de voltar a frequentar lojas de rua, shopping centers, cinemas e teatros e até mesmo aviões com dezenas de passageiros e aeroportos com milhares de pessoas em filas, controles de passaportes e esteiras para recolher as bagagens?
“É nesse contexto que surge a proposta de passaportes sanitários, ou seja, documentos que serão uma prova não apenas de identidade, mas de imunidade da covid-19 e mesmo de outros vírus e moléstias”, diz o professor Gilson Schwartz.
Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna.

Iconomia 
A coluna Iconomia, com o professor Gilson Schwartz, vai ao ar toda segunda-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.