Inovações tecnológicas em vídeo devem incrementar a ciência do esporte

Segundo o professor Santiago, tecnologias de realidade aumentada e de reconstrução 3D vão dar o tom dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Na coluna Ciência e Esporte desta semana, o professor Paulo Roberto Santiago fala sobre como as tecnologias de realidade virtual (RV) e a reconstrução 3D de movimentos podem trazer avanços às pesquisas de ciência do esporte. Como exemplo, usa os vídeos Let’s 55, publicados no YouTube e no site dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que foram adiados para julho de 2021.

Segundo o professor, com as novas tecnologias de vídeo que estão surgindo, é possível ter a perspectiva real dos atletas. No caso das imagens da Let’s 55, podem ser conferidos treinos de japoneses com óculos de RV ou óculos 3D. Um exemplo é o da equipe de polo aquático

Com o artifício dos vídeos, garante Santiago, poderão ser realizadas análises mais precisas de movimentos, inclusive com reconstruções em 3D. Para o professor, estudos como esses “quebram barreiras” nas investigações em ciência do esporte. Animado com as novidades, Santiago espera mais. Informa que haverá um simpósio em 2021, falando exclusivamente do estudo 3D de movimentos humanos. “Com certeza, mais estudos estão por vir”, diz.

Os ouvintes podem participar da coluna Ciência e Esporte, sugerindo temas ou enviando questões para as próximas edições pelo e-mail ou através de comentários no canal da coluna no YouTube. A única restrição é que sejam temas relacionados à ciência e esporte. A reportagem citada pelo professor pode ser lida aqui.


Ciência e Esporte
A coluna Ciência e Esporte, com o professor Paulo Santiago, vai ao ar toda sexta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.