Ineficiência no combate à pandemia no Brasil é evidenciada pela comunidade internacional

Glauco Arbix entende que somente o trabalho coordenado entre as instâncias governamentais pode interromper o ciclo de difusão do vírus

 13/04/2021 - Publicado há 8 meses

 

Nesta coluna do Observatório da Inovação, o professor Glauco Arbix fala sobre o ineficiente combate à pandemia no Brasil, evidenciado pela visão da comunidade internacional. O professor destaca que o Brasil recebeu duas menções nesta semana, em alguns dos jornais mais importantes do mundo. O jornal estadunidense The Washington Post afirmou que o Brasil de Bolsonaro fracassou para enfrentar a covid-19 e pode estar ameaçando a democracia, enquanto o britânico The Guardian apontou que Jair Bolsonaro é um perigo para o Brasil e para o mundo.

Arbix lembra que os motivos dessas menções são simples, ainda que muito dolorosos, e cita que, segundo o acompanhamento feito pela Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, o Brasil já apresenta mais de 330 mil mortos e mais de 13 milhões de pessoas infectadas. O professor também indica que há várias projeções mostrando que, provavelmente, dentro de dois ou três meses, o País alcançará a cifra de 500 mil mortos. “É uma tragédia incomensurável, que não cabe em nossas cabeças e em nossos corações”, lamenta.

Arbix destaca que o Brasil poderia ter evitado a maior parte das mortes pelo vírus se tivesse tomado “as medidas mais básicas” de prevenção, como a adoção de isolamento social rápido e eficiente, o uso de máscaras e de políticas que evitassem aglomerações – como o aumento do número de ônibus e trens em circulação. “Uma parte importante da população precisa trabalhar presencialmente e o Estado precisa dar uma ajuda fundamental para ela”, afirma.

Segundo o professor, ainda é possível interromper o ciclo de difusão do vírus e salvar milhares de vidas, a partir de um trabalho coordenado entre o governo federal e governos estaduais: “Não há outra forma de combater a pandemia”.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.