Hospital Universitário alerta para riscos do fumo apresentando trabalhos

João Paulo Lotufo revela que o HU ocupa todo o seu primeiro andar para reforçar a mensagem da importância de largar o cigarro, expondo até mesmo as bitucas de cigarro recolhidas no entorno do hospital

 31/08/2021 - Publicado há 3 meses
Por

No último dia 29 de agosto,  comemorou-se o Dia Nacional de Combate ao Fumo e o Hospital Universitário da USP ocupa seu primeiro andar com um movimento para que não se esqueça da importância de deixar o cigarro. Estão expostos todos os trabalhos apresentados em congressos pelo grupo multiprofissional do ambulatório antitabágico, além de vídeos – de três minutos – do projeto de aconselhamento breve do programa Dr. Bartô e os Doutores da Saúde, que estão sendo transmitidos no refeitório da unidade.

O serviço de limpeza terceirizado do HU guardou as bitucas de cigarros jogadas na porta do hospital, já que, desde 2005, é proibido fumar dentro do prédio. Elas foram recolhidas no entorno do hospital, sendo o lugar onde existe o maior número delas próximo à cantina amarela. Justamente ali existe uma placa de proibido fumar, para evitar que os pacientes do HU se tornem fumantes passivos; isso porque toda a fumaça emitida nesse local sobe para a enfermaria, onde estão os doentes internados.

A pergunta que fica é o que leva pessoas de nível universitário – alunos, professores, enfermeiros, médicos – a jogarem suas bitucas em qualquer lugar, como se isso fosse normal?

Ainda sobre o combate ao tabaco, Lotufo esteve em audiência pública, na Câmara dos Deputados, em Brasília, na Comissão de Finanças e Tributação, para discutir a questão da reforma tributária. Foi feita uma proposta para corrigir as distorções entre a arrecadação de impostos do tabaco com o que é investido na área da saúde. A tributação precisa ser elevada nesse setor justamente por ser uma substância nociva ao meio ambiente e à saúde.

Atualmente, o Brasil arrecada em impostos R$ 12 bilhões por ano, já os gastos com saúde em doenças relacionadas ao tabaco são de R$ 125 bilhões por ano, dez vezes mais do que se arrecada com impostos. O objetivo é destinar o valor arrecadado para ações de prevenção e tratamento do tabagismo, que é responsável por mais de 60 tipos de doenças que levam à morte cerca de 428 pessoas por dia no País.


Dr. Bartô e os Doutores da Saúde
A coluna Dr. Bartô e os Doutores da Saúde, com o médico assistente do Hospital Universitário da USP João Paulo Lotufo, vai ao ar toda terça-feira às 09h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.