Homens e mulheres transmitem igualmente o sars-cov-2?

Pesquisa liderada pelo CEGH-CEL investigou dados de casais concordantes que conviveram no mesmo local durante a pandemia sem adotar medidas de proteção

 26/08/2021 - Publicado há 2 meses
Por

Na coluna de hoje (26), a professora Mayana Zatz, coordenadora do Centro de Estudos sobre o Genoma Humano e Células-Tronco (CEGH-CEL) da USP, fala de um estudo coordenado pelo seu grupo, que tentou responder a essa pergunta.

Em trabalhos anteriores, cientistas do CEGH-CEL demonstraram que os homens têm um risco maior de desenvolver as formas graves de covid-19 do que as mulheres. Mayana cita o exemplo recente do casal Glória Menezes e Tarcísio Meira. Os dois foram infectados, mas a esposa teve uma forma mais leve, apesar de ser um ano mais velha.

Quando se fala transmissão do sars-cov-2, considera-se a taxa de propagação sem diferenciar o sexo. Mas, para tirar isso a limpo, o grupo liderado por Mayana decidiu investigar se esses dados eram corretos. A partir de informações recebidas por e-mail, os pesquisadores analisaram casais que conviveram durante a pandemia, sem adotar medidas de proteção. A ideia era saber quem foi o primeiro – ou o único – na casa a ser infectado, além de averiguar quem transmitiu para quem.

Os resultados da pesquisa você confere nesta edição.

O artigo com detalhes do estudo pode ser lido aqui.


Decodificando o DNA
A coluna Decodificando o DNA, com a professora Mayana Zatz, vai ao ar quinzenalmente toda quarta-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.