Homenagem ao baterista de ritmo sólido Charlie Watts

Mario De Vivo define o baterista Watts, que morreu esta semana, como elegante e discreto

 Publicado: 29/08/2021

Na edição desta semana do História do Rock, Mario De Vivo presta uma homenagem ao grande baterista da banda Rolling Stones, Charles Robert Watts, mais conhecido como Charlie Watts, que morreu no dia 24 deste mês aos 80 anos. A primeira música do programa é Sympathy For The Devil, do ano de 1969.

O programa conta com músicas em que, segundo De Vivo, é possível observar o ritmo sólido que Watts propiciava para que a banda tivesse liberdade, como acontece na música Paint it Black do ano de 1966. Além de algumas músicas com a personalidade do baterista, o professor traz depoimentos de amigos roqueiros e bateristas sobre Watts.

Uma dessas participações é do coprodutor do programa, Gabriel Soares; ele ressalta o swing do baterista, e essa característica pode ser notada na música Tumbling Dice. Outro aspecto marcante de Watts era a paixão pelo jazz, que resultou em um álbum no ano 2000 com a música Kenny ClarkeO professor encerra o programa desta semana com a música (I Can’t Get No) Satisfaction

Os ouvintes podem enviar sugestões e comentários para o e-mail: ouvinte@usp.br


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.