Grandes centros precisam dar mais atenção ao que está acontecendo no Acre

Em meio a chuvas e inundações, Paulo Saldiva comenta situação de calamidade do Acre e como precisamos ser parte de um todo, ao darmos mais visibilidade a medidas de amparo e proteção

Além dos perigos envolvendo o momento pandêmico vivido atualmente no Norte, o Estado do Acre também passa por complicações provocadas pela grande quantidade de chuvas caindo na região. “Inundações deixaram mais de 20 cidades submersas completamente, com perdas muito grandes para a população e para os municípios. Essas chuvas, que causaram inundações, também propiciaram, junto com o calor que se alterna, a eclosão de larvas de Aedes aegypti e, consequentemente, das viroses”, comenta o professor Paulo Saldiva.

Saldiva comenta que a conjunção do cenário atual de fatores naturais, sociais e de agentes biológicos e climáticos coloca o Acre em uma situação de devastação. O colunista aproveita para constatar o verdadeiro grau de importância com relação ao que está acontecendo por lá, já que, muitas vezes, outros assuntos não tão significativos acabam ficando em evidência, tirando a atenção para o verdadeiro problema. “Aparentemente, os grandes centros, quando veem uma tragédia como a que está acontecendo no Acre, não conseguem desenvolver uma visibilidade em medidas de amparo e proteção. Isso diz muito sobre o nosso ambiente efetivo e nossa forma de encarar o mundo, cada vez mais dominado pelo individualismo”, conclui Saldiva, ao constatar que podemos melhorar essa questão, se nos considerarmos parte de um todo, ao sermos capazes de olhar para além do nosso próprio horizonte.


Saúde e Meio Ambiente
A coluna Saúde e Meio Ambiente, com o professor Paulo Saldiva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.