Evolução tecnológica das placas de vídeo promete qualidade à ciência do esporte

Tecnologia vai além dos gamers e mostra avanços que as novas GPUs, ou placas de vídeos, permitem aos cientistas da inteligência artificial, da modelagem computacional e do mundo dos esportes

Na coluna Ciência e Esporte desta semana, o professor Paulo Roberto Santiago fala sobre os benefícios da evolução tecnológica de placas de vídeo, também conhecidas como GPU (Graphics Processing Unit), para a ciência do esporte. 

O professor conta que setembro começou com o aguardado lançamento das novas placas de vídeo Nvidia, a série RTX 30. O evento virtual foi apresentado pelo diretor executivo da empresa, Jensen Huang, de sua própria cozinha, devido ao período de isolamento social provocado pela pandemia de covid-19. 

Apesar dessas tecnologias (GPUs) serem adoradas pelos gamers (fãs de jogos), Santiago explica que as placas de vídeo também são muito utilizadas por cientistas, inclusive os da área de ciência do esporte. Diz que são equipamentos acessíveis financeiramente e também extremamente poderosos, o que faz as placas serem utilizadas por pesquisadores, especialistas em inteligência artificial e modelagem computacional, por exemplo. Comenta que foram utilizadas até mesmo para modelar o vírus da covid-19.

Segundo o professor, o lançamento das placas de vídeo mais modernas irá beneficiar a ciência do esporte, permitindo o avanço na qualidade de realidade virtual para treinamentos esportivos, barateando pesquisas, além de proporcionar melhorias tecnológicas para os eSports e XRgames.

Os ouvintes podem participar da coluna Ciência e Esporte, sugerindo temas ou enviando questões para as próximas edições pelo e-mail ou através de comentários no canal da coluna no YouTube. A única restrição é que sejam temas relacionados à ciência e esporte.

Ouça no player acima a íntegra da coluna Ciência e Esporte.


Ciência e Esporte
A coluna Ciência e Esporte, com o professor Paulo Santiago, vai ao ar toda sexta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.