Em tempos de pandemia, o melhor é seguir o caminho da prudência

Ainda há discussões sobre que medidas adotar no tocante à precaução da pandemia, mesmo entre os que se balizam por métodos estabelecidos pela ciência, comenta colunista

Nas discussões propriamente científicas sobre a pandemia, o professor José Eli da Veiga chama a atenção para a ausência de um debate sobre o princípio da precaução. “Não tem aparecido nem mesmo na cobertura da imprensa”, aponta. Afinal, como cita o professor, “o debate sobre o princípio da precaução diz: na dúvida, você segue o caminho mais prudente”. Segundo Eli da Veiga, as discussões sobre a pandemia são mais conjunturais e foram provocadas pelo fato de “estarmos enfrentando uma pandemia que vai nos marcar por muito tempo”.

Mas, mesmo entre os cientistas que se balizam por métodos científicos, há discussões. “Há uma clara separação entre aqueles mais favoráveis a medidas absolutamente restritivas e os que defendem uma eventual possibilidade de amenizar o sofrimento causado por lockdowns e restrições de mobilidade urbana. Para Eli da Veiga, o exemplo mais evidente disso é a entrevista de John Ioannidis, epidemiologista da Universidade Stanford (EUA), veiculada recentemente no jornal Folha de S. Paulo. “Ele mostra que a taxa de letalidade da covid-19 é muito menor do que aparecia no início da pandemia e, particularmente, entre os menores de 70 anos, o que coloca em dúvida a necessidade de algumas restrições”, diz o colunista.

Ouça no player acima a íntegra da coluna Sustentáculos.


Sustentáculos
A coluna Sustentáculos, com o professor José Eli da Veiga, vai ao ar toda quinta-feira às 8h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.