Divulgação científica precisa ter linguagem acessível

Para Rocha, somente assim as pessoas poderão adquirir conhecimento e se tornarem mais críticas em relação às informações recebidas

Nesta edição da coluna Fique de Olho, o professor Eduardo Rocha fala sobre a educação científica continuada. Rocha explica que a divulgação de conteúdos científicos faz com que a sociedade se torne mais crítica às informações e às situações ao seu redor. Por isso, a importância de uma linguagem mais coloquial, que seja compreendida pela maioria das pessoas. 

Essa prática leva o nome de “educação científica continuada”, ou “divulgação científica”, pois permite que pessoas que não têm contato com a linguagem científica também tenham a oportunidade de obter conhecimento.

O professor diz que para a saúde ocular também é necessário que o oftalmologista use linguagem acessível com os pacientes para um melhor atendimento. “Simplificar nome de estruturas e explicar seu funcionamento são exemplos de ações que fazem a diferença.”

Ouça acima, na íntegra, a coluna Fique de Olho, com o professor Eduardo Rocha.


Fique de Olho
A coluna Fique de Olho, com o professor Eduardo Rocha, vai ao ar toda quarta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.