Identificação do coronavírus é fruto de observação de oftalmologista chinês

Li Wenliang foi o primeiro a notar o vírus ao atender vários pacientes que apresentavam conjuntivite, febre e falta de ar

 

Nesta edição da coluna Fique de Olho, o professor Eduardo Rocha fala sobre o coronavírus e também homenageia o oftalmologista chinês Li Wenliang, responsável pela sua descoberta.

O professor explica que o vírus foi identificado pela primeira vez na cidade chinesa de Wuhan, pelo oftalmologista Li Wenliang, que, ao atender uma série de indivíduos com conjuntivite, notou que esses pacientes também apresentavam os sintomas de falta de ar e febre.

Ao relacionar os sintomas com a Sars, uma doença epidêmica e também viral que atingiu a população no começo dos anos 2000, Wenliang divulgou sua preocupação nas redes sociais para outros médicos e, por conta disso, foi acusado pelas autoridades chinesas de estar disseminando notícias falsas na internet. 

Com o avanço da situação e a confirmação de vários casos e mortes causadas pelo coronavírus, o governo chinês se desculpou publicamente com o oftalmologista. Infelizmente, Li Wenliang já estava infectado pelo vírus e acabou falecendo no último dia 7 de fevereiro. 

O professor ressalta que outros oftalmologistas também receberam pouco crédito por suas observações a respeito de doenças infectocontagiosas. Como foi o caso do oftalmologista cubano Carlos Firley, que descobriu que a febre amarela era transmitida através de um mosquito. 

Ouça no player acima a íntegra da coluna Fique de Olho.


Fique de Olho
A coluna Fique de Olho, com o professor Eduardo Rocha, vai ao ar toda quarta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.