Defesa e segurança nacional precisam ser prioridades nas discussões internas

Segundo colunista, a criação de um centro de defesa e segurança incita discussões sobre a importância do tema na definição do lugar do Brasil no mundo

Na coluna Diplomacia e Interesse Nacional desta semana, o embaixador Rubens Barbosa aborda a criação de um centro de defesa e segurança em São Paulo. Para o colunista, a criação desse centro preenche um vazio nas discussões da sociedade civil sobre a importância da defesa na definição do lugar do Brasil no mundo. 

O embaixador acredita que os assuntos de defesa nacional e de política externa nunca tiveram prioridade nas discussões internas e ficam sempre em segundo plano. “Inexiste uma cultura de defesa aqui no Brasil, ao contrário do que ocorre nos Estados Unidos, na Europa e na Rússia. O Brasil, em mais de 150 anos, não se envolveu em nenhuma guerra. Isso faz com que não exista a percepção de uma ameaça real, crível, que possa afetar a nossa soberania e o nosso território no âmbito da sociedade nacional.” 

O colunista informa que esse centro é primário no Brasil e na sociedade civil, não é acadêmico, não está ligado a qualquer área setorial. Portanto, é um centro independente, que vai estudar e estimular o debate, inclusive com o Congresso Nacional, sobre os temas de defesa e de segurança nacional: “O centro terá um programa de trabalho com encontros periódicos, a publicação de uma revista, discussões pontuais e estudos que serão feitos por especialistas e acadêmicos. As prioridades do centro, desde o lançamento, envolvem três encontros que serão realizados até o fim do ano com temas importantes, relevantes, que devem ser acompanhados”, finaliza.

Ouça a coluna na íntegra pelo player acima.


Diplomacia e Interesse Nacional
A coluna Diplomacia e Interesse Nacional, com o professor Rubens Barbosa, vai ao ar toda terça-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.