Decisão da ministra Rosa Weber preserva a qualidade da democracia

José Álvaro Moisés comenta a decisão da ministra do STF, que suspendeu todos os pagamentos realizados por meio do orçamento secreto, o qual privilegiava deputados e senadores que apoiam o governo de Jair Bolsonaro

 Publicado: 17/11/2021
Por

Nesta edição de sua coluna, o professor José Álvaro Moisés comenta a decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, no sentido de determinar que o governo federal suspendesse todos os pagamentos realizados por meio do chamado orçamento secreto, que vinha fazendo repasses de recursos públicos a deputados que apoiam o governo sem nenhuma transparência. Para o colunista, a decisão impõe uma derrota ao governo do presidente Jair Bolsonaro, que vinha distribuindo recursos em escala muito grande para um grupo de parlamentares que tem apoiado os seus projetos no Parlamento. “A decisão de Rosa Weber tocou um ponto extremamente importante, que afeta a qualidade da democracia”, diz o colunista, antes de prosseguir: “Rosa Weber mostrou que o governo vinha dando dinheiro a deputados e senadores em troca de votos a projetos apresentados pelo governo no Parlamento”.

Além de suspender todos os pagamentos relativos ao orçamento secreto, a ministra do STF determinou também que seja dada ampla publicidade às indicações feitas pelos parlamentares com esse tipo de emenda. E exigiu que todas as demandas de parlamentares sejam registradas em plataforma eletrônica mantida pelo governo, com acesso público e com os devidos mecanismos de transparência. “A derrota do governo, neste caso, representa uma vitória da democracia e do regime republicano, porque restaura a exigência de que o uso de recursos públicos seja feito com controle da sociedade através dos mecanismos de representação. Trata-se de uma vitória da qualidade da democracia”, finaliza.


Qualidade da Democracia
A coluna A Qualidade da Democracia, com o professor José Álvaro Moisés, vai ao ar toda terça-feria às 8h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

 

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.