Critérios técnicos e de incentivo auxiliam na qualidade da educação no Ceará

Exemplo adotado no município de Sobral, no Ceará, foi replicado em todo o Estado, a ponto de o desempenho ser semelhante ao dos municípios do Sul e do Sudeste

Nesta edição da coluna Reflexão Econômica, o professor Luciano Nakabashi fala sobre a qualidade da educação. Em dezembro deste ano, aconteceu o 38º Encontro da Sociedade Brasileira de Econometria e da Associação de Economia, que recebe pesquisadores qualificados do Brasil e do exterior para discutir questões de educação.

No Brasil, segundo o professor, um exemplo na melhora da qualidade do ensino, medido pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Idep-Inep), foi o caso do município de Sobral, no Ceará, que foi replicado em todo o Estado, a ponto de o desempenho ser semelhante ao dos municípios do Sul e do Sudeste. “Fizeram algo que realmente deu certo”, afirma. 

Nakabashi destaca que, para atingir esses resultados, foram selecionados critérios técnicos e de incentivo para que a melhora na qualidade se tornasse possível. E, de acordo com o professor, alguns estudiosos de fora do País foram até Sobral para analisar o exemplo. A primeira atitude adotada foi a de estabelecer critérios para diretores das escolas, pois “antigamente a indicação era política, e eram colocadas pessoas sem preparo para a gestão”, o que gerava resultados negativos. 

Além de adotar critérios técnicos para a escolha de profissionais capacitados para a gestão das escolas, o repasse do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), distribuído pelo Estado, passou a ser maior para aquelas escolas que apresentavam melhor desempenho em determinado período na prova do Idep. “Esse mecanismo de incentivo junto aos critérios técnicos incentivou as escolas para a melhora no ensino e no aprendizado dos alunos”, analisa Nakabashi.

“É um exemplo que deve-se olhar e replicar em outros lugares por governadores. Olhar o que vem dando certo na educação e replicar nas outras regiões,” conclui.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Reflexão Econômica.


Reflexão Econômica
A coluna Reflexão Econômica, com o professor Luciano Nakabashi, vai ao ar toda quarta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.