Coronavírus e olhos: o que sabemos um ano depois

“A covid-19 não causa graves problemas aos olhos”, diz Eduardo Rocha

 03/02/2021 - Publicado há 12 meses

Nesta edição da coluna Fique de Olho, o professor Eduardo Rocha comenta o que a ciência já sabe sobre o impacto do novo coronavírus nos olhos e lembra que foi o médico oftalmologista chinês, Li Wenliang, que fez o alerta sobre o novo coronavírus em dezembro de 2019 e morreu pela infecção do vírus em 7 de fevereiro de 2020.    

Rocha conta que, diferentemente de outras infecções, a covid-19 não causa graves problemas aos olhos, de acordo com inúmeros trabalhos publicados no último ano. E mesmo com alguns relatos de lesões discretas, que estão sendo investigadas, pessoas que desenvolveram a infecção do novo coronavírus, seja na forma leve, moderada ou grave, não apresentaram grandes sequelas. “À parte, um ou outro efeito de medicação”, diz o professor.

No entanto, o professor recomenda ao ouvinte que mantenha a boa higiene das mãos. E àqueles que usam lentes de contato que tenham a “atenção redobrada no manuseio das lentes e higienização desse material”, além de também evitar coçar os olhos.   

E, para as pessoas que aderiram ao tratamento com cloroquina ou hidroxicloroquina, seja por prescrição médica ou decisão própria, Rocha alerta que, usado cronicamente, o medicamento “pode se depositar nos tecidos retinianos e, com doses acumuladas, prejudicar a visão de detalhes e a visão de cores”. Assim, a recomendação do professor é que o indivíduo procure por avaliação médica.


Fique de Olho
A coluna Fique de Olho, com o professor Eduardo Rocha, vai ao ar toda quarta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.