Como entender a diferença entre pesquisa e prática no esporte

Paulo Santiago fala sobre como a tradução do conhecimento para a prática esportiva pode beneficiar treinadores, jogadores e pesquisadores

Na coluna Ciência e Esporte desta semana, o professor Paulo Roberto Santiago fala sobre um artigo científico de opinião que aborda como as pesquisas relacionadas à ciência do esporte podem ser transportadas, de maneira acessível, para os profissionais da área prática do esporte.

O professor conta que o artigo , publicado no periódico científico Sports Medicine, em junho de 2019, foi indicação do professor Pedro Balikian Junior, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), e demonstra que os treinadores apresentam maior domínio na parte técnica e tática, enquanto os pesquisadores têm maior conhecimento em fisiologia, ciência básica e treinamentos. 

Santiago afirma que, apesar desse tipo de artigo não ter o poder de revolucionar a ciência do esporte, o trabalho de opinião é extremamente importante para refletir e debater sobre a atual relação entre a prática e a ciência do esporte, além de possibilitar formas de obter conhecimento e de disseminar descobertas em métodos alternativos, promovendo interação social entre treinadores, profissionais, pessoal da organização e pesquisadores.

Como fez o professor Balikian, da Ufal, os ouvintes podem participar da coluna Ciência e Esporte, sugerindo temas ou enviando questões para as próximas edições pelo e-mail ou através de comentários no canal da coluna no YouTube. A única restrição é que sejam temas relacionados à ciência e esporte. O artigo de opinião pode ser lido aqui .

Ouça no player acima a íntegra da coluna Ciência e Esporte.


Ciência e Esporte
A coluna Ciência e Esporte, com o professor Paulo Santiago, vai ao ar toda sexta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.