Com aval de Trump, pastora gera histeria nos Estados Unidos

Marília Fiorillo analisa as ações de Stella Immanuel, pastora, médica e defensora da cloroquina, e compara o processo por ela gerado com uma caça às bruxas

Com aval da família Trump, uma pastora evangélica, formada em Medicina e defensora da cloroquina como tratamento para covid-19, vem causando histeria por meio de suas redes sociais. Marília Fiorillo, em sua coluna Conflito e Diálogo, analisa as ideias de Stella Immanuel e compara o processo por ela gerado à caça às bruxas de Salem no século XVII.

De acordo com a especialista, Stella “era apenas mais uma lunática até ganhar apoio da família Trump”. O suporte do presidente, ainda segundo Marília, “tornou sua mensagem perigosamente viral pelas falsas informações, algumas claramente obscenas”.

O Facebook e o Twitter recentemente retiraram algumas das mensagens da pastora do ar. Contudo, como aponta a colunista, a ação se deu “tarde demais”, visto que os retweets da família Trump já haviam viralizado as postagens. Uma das maiores repercussões se deu em um tweet em que Stella dizia ter tratado 150 atingidos pelo coronavírus com a cloroquina — medicamento que, aponta uma publicação da The Lancet, pode trazer complicações cardíacas aos usuários.

Stella não limita suas teorias à defesa da cloroquina, a praticante de medicina acredita que tratamentos científicos inoculam DNA de alienígenas em pacientes, que as vacinas transformam as pessoas em ateus, e que doenças são causadas por relações sexuais com bruxas e demônios durante o sono. “Uma clara caça às bruxas”, compara Marília ao processo causado por Stella com a caça às bruxas de Salem.

Ouça a íntegra no link acima.


Conflito e Diálogo
A coluna Conflito e Diálogo, com a professora Marília Fiorillo, vai ao ar toda sexta-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.