“Subordinar a Cultura ao Turismo é um equívoco…”

Giselle Beiguelman comenta que o problema maior é o desmonte das já ínfimas políticas públicas na área cultural

 

“O problema não é vincular o Turismo à Cultura. Não são áreas incompatíveis”, afirma Giselle Beiguelman em sua coluna Ouvir Imagens, da Rádio USP (clique no player acima). “O Turismo pode ser explorado também como atividade cultural. Mas subordinar a Cultura ao Turismo é um equívoco. São pastas com demandas distintas e economias diferentes.”

Para a artista e professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, o decreto do último dia 7 sobre a transferência da Secretaria da Cultura do Ministério da Cidadania para o Ministério do Turismo pode gerar graves problemas. “O maior é o desmonte das já ínfimas políticas públicas na área cultural.”

A professora assinala que, diante dos cortes de orçamento e programas, a cultura passa por sérios prejuízos . “Sofre agora com visões personalistas que parecem não compreender as especificidades de processos de avaliação em sistemas públicos de fomento. Isso exige rigor e critérios. Insisto que precisamos de uma “fapespização” da cultura, baseada em processos de avaliação feita por pares com categorias claras, objetivas, mas também com abertura para contemplar a diversidade.”

A professora e artista ainda ressalta: “Não é possível que um governo de direita ou de esquerda decida apoiar apenas projetos que digam respeito às suas prerrogativas ideológicas. As políticas públicas têm um compromisso com o País e não com partidos. É preciso respeitar a pluralidade de visões e o mérito dos projetos”. E faz questão de assinalar que a Cultura está sendo passada pelas mãos do terceiro secretário do governo Bolsonaro: “O primeiro deixou o cargo depois da suspensão de edital com séries sobre temas LGBT. O segundo foi exonerado para assumir a Secretaria responsável pelo credenciamento das universidades privadas no Ministério da Educação.  E não faz nem um ano de governo Bolsonaro”.

Para ela, fica claro que o investimento em políticas públicas para a Cultura não é uma prioridade. “No entanto, inviabilizar as dissidências, as vozes alternativas, a diversidade, isso sim parece ser uma preocupação central do governo.”

 


Ouvir Imagens 
A coluna Ouvir Imagens, com a professora Gisele Beiguelman, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e  TV USP.

.

 

 

 

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.