“Slow Journalism” é nova tendência no jornalismo digital

Com conteúdos reduzidos e limite de publicação em cinco posts diários, o leitor consegue analisar os dados antes de receber mais conteúdos, observa o colunista

Com o advento do jornalismo digital, a velocidade de informação até então foi prioridade nas publicações. No entanto, há uma nova tendência surgindo, chamada slow journalism. É com otimismo que o professor Carlos Eduardo Lins da Silva comenta essa tendência. Para ele, a velocidade da informação chegou a tal paroxismo que os veículos, não importa o prestígio, acabam cometendo erros muito danosos para a profissão e para a empresa jornalística. “Quando tudo é extraordinário, é evidente que nada mais é extraordinário. Isso vulgariza, banaliza a informação realmente importante que tem que ser dada depressa.”

O professor conta que alguns jornalistas importantes estão empenhados na necessidade de dar “um freio de arrumação” nessa situação histérica e de overdose de informações. Para Lins da Silva, o slow journalism é um caminho para a não vulgarização e banalização da informação. Ele afirma que essa nova tendência tenta, com conteúdos reduzidos e limite de publicação em cinco posts diários, fomentar a reflexão da informação, dando chance para que o leitor consuma e analise os dados antes de receber mais conteúdos.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Horizontes do Jornalismo.


Horizontes do Jornalismo
A coluna Horizontes do Jornalismo, com o professor Carlos Eduardo Lins da Silva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.