São Paulo precisa otimizar suas estradas para facilitar ida ao litoral

Para Nabil Bonduki, maior investimento em transportes coletivos e a criação de mais faixas exclusivas nas estradas facilitariam o deslocamento para as praias paulistanas

Na edição de Cotidiano na Metrópole desta semana, o arquiteto e urbanista Nabil Bonduki, professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, comenta sobre a lentidão nas rodovias Imigrantes, Anchieta, Dutra e Castello Branco durante o final de semana do feriado do dia 15 de novembro. Na ida para o litoral, paulistanos enfrentaram um trânsito de “mais de oito horas”, conta o especialista.

“Nós não temos um sistema que permita que as pessoas cheguem de maneira rápida e confortável no litoral”, aponta o professor, ao sugerir uma série de medidas que melhorariam a situação atual. Em primeiro lugar, Bonduki defende que a própria região metropolitana de São Paulo deveria oferecer mais alternativas de lazer. “As pessoas poderiam usufruir, por exemplo, as represas que temos, hoje poluídas, mas que poderiam ser lugares excelentes para que as pessoas pudessem ficar mais próximas da água.”

Para ele, locais como a Represa Billings, um dos maiores e mais importantes reservatórios de água de São Paulo, ainda são pouco explorados.

Por outro lado, o professor defende a melhoria do atual sistema de transporte . “É inadmissível ainda não termos um sistema rápido (de transporte) para o litoral de São Paulo”, afirma, ao sugerir que o investimento em transportes coletivos, como os ônibus, e a criação de mais faixas exclusivas nas estradas facilitariam consideravelmente o deslocamento para as praias.

Ouça na íntegra no áudio acima.


Cotidiano na Metrópole
A coluna Cotidiano na Metrópole, com o professor Nabil Bonduki, vai ao ar toda quinta-feira às 10h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e  TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.